02.Ago.2018 – Desativação da NFe 3.10

02.Ago.2018 – Desativação da NFe 3.10

Como já foi informado em um post anterior, no dia 02 de Agosto de 2018 será desativado a versão NFe 3.10. Essa informação foi publicada na Nota Técnica 2016.002 v1.60 divulgada em Junho de 2018. Nós da Flux listamos as alterações introduzidas na versão 1.60, caso você use o DOODoc Emissor de NFe ou Emissor NFCe, não se preocupe o sistema já está compatível com as novas alterações descritas. Se você usa algum outro emissor fique atento para a data limite divulgada, pois a partir dela todas as NFEs com layout 3.10 serão automaticamente rejeitadas. Outros softwares da Dootax como o Pagamento de Tributos e Emissor de GNRE, também já estão compatíveis com o novo layout e diversos clientes já fizeram sua atualização para o layout 4.0 da NFe, sem afetar sua operação. Caso tenha qualquer dúvida sobre a atualização do layout, emissão de NFe ou até mesmo automação para emissão e pagamentos de tributos como DARF, GNRE, FECP e etc. Basta entrar em contato conosco ou deixar seu comentário. Estamos aqui para ajudar e facilitar o dia a dia da sua empresa, sempre! Flux-ITSomos provedores da maneira mais fácil, rápida, confortável e assertiva para o atendimento compliance das obrigações fiscais e...
Você já conhece RPA Fiscal?

Você já conhece RPA Fiscal?

RPA (Robotic Process Automation) é um termo que vem ganhando cada vez mais fama nos últimos anos. Segundo a Gartner esse é o tema mais importante para os próximos 5 anos, pois a automação mudará a proposta de valor em todas as organizações. RPA nada mais é do que a Robotização de Processos, simplificando um pouco os termos para o português. Consiste basicamente deixar que robôs e máquinas executem as tarefas e processos repetitivos executados por humanos. Mas afinal o que é o RPA Fiscal? RPA Fiscal é a adaptação dessa automação robótica, ou robotização exclusivamente para o departamento fiscal, onde processos e tarefas do dia a dia do departamento são identificadas, mapeadas e então coloca-se um robô para a execução delas. Você já consegue identificar todos as tarefas que o departamento fiscal da sua empresa executa exaustivamente e repetidamente? Como tarefas repetitivas de um departamento fiscal e que são passíveis de robotização/automação podemos identificar: Entrada e emissão de notas fiscais; Cadastramento e validação de fornecedores; Validação de obrigações acessórias junto ao governo; Emissão e pagamento automático de tributos; Conciliação e reconciliação fiscal e tributária; Monitoramento de NFs emitidas contra seu CNPJ (Manifesto do Destinatário); Toda e qualquer outra tarefa repetitiva realizada por seu departamento. Se interessou e quer aprender mais sobre RPA Fiscal? Pensando nesse novo conceito e como a automação de processos pode beneficiar o departamento fiscal a Dootax criou um eBook, que traz em detalhes o assunto que acabamos de descrever. No eBook é possível conferir: Transformação Digital: as novas tendências do mundo empresarial; O que é RPA; Utilização do RPA; Níveis de automação das empresas;...