02.Ago.2018 – Desativação da NFe 3.10

02.Ago.2018 – Desativação da NFe 3.10

Como já foi informado em um post anterior, no dia 02 de Agosto de 2018 será desativado a versão NFe 3.10. Essa informação foi publicada na Nota Técnica 2016.002 v1.60 divulgada em Junho de 2018. Nós da Flux listamos as alterações introduzidas na versão 1.60, caso você use o DOODoc Emissor de NFe ou Emissor NFCe, não se preocupe o sistema já está compatível com as novas alterações descritas. Se você usa algum outro emissor fique atento para a data limite divulgada, pois a partir dela todas as NFEs com layout 3.10 serão automaticamente rejeitadas. Outros softwares da Dootax como o Pagamento de Tributos e Emissor de GNRE, também já estão compatíveis com o novo layout e diversos clientes já fizeram sua atualização para o layout 4.0 da NFe, sem afetar sua operação. Caso tenha qualquer dúvida sobre a atualização do layout, emissão de NFe ou até mesmo automação para emissão e pagamentos de tributos como DARF, GNRE, FECP e etc. Basta entrar em contato conosco ou deixar seu comentário. Estamos aqui para ajudar e facilitar o dia a dia da sua empresa, sempre! Flux-ITSomos provedores da maneira mais fácil, rápida, confortável e assertiva para o atendimento compliance das obrigações fiscais e...
Você já conhece RPA Fiscal?

Você já conhece RPA Fiscal?

RPA (Robotic Process Automation) é um termo que vem ganhando cada vez mais fama nos últimos anos. Segundo a Gartner esse é o tema mais importante para os próximos 5 anos, pois a automação mudará a proposta de valor em todas as organizações. RPA nada mais é do que a Robotização de Processos, simplificando um pouco os termos para o português. Consiste basicamente deixar que robôs e máquinas executem as tarefas e processos repetitivos executados por humanos. Mas afinal o que é o RPA Fiscal? RPA Fiscal é a adaptação dessa automação robótica, ou robotização exclusivamente para o departamento fiscal, onde processos e tarefas do dia a dia do departamento são identificadas, mapeadas e então coloca-se um robô para a execução delas. Você já consegue identificar todos as tarefas que o departamento fiscal da sua empresa executa exaustivamente e repetidamente? Como tarefas repetitivas de um departamento fiscal e que são passíveis de robotização/automação podemos identificar: Entrada e emissão de notas fiscais; Cadastramento e validação de fornecedores; Validação de obrigações acessórias junto ao governo; Emissão e pagamento automático de tributos; Conciliação e reconciliação fiscal e tributária; Monitoramento de NFs emitidas contra seu CNPJ (Manifesto do Destinatário); Toda e qualquer outra tarefa repetitiva realizada por seu departamento. Se interessou e quer aprender mais sobre RPA Fiscal? Pensando nesse novo conceito e como a automação de processos pode beneficiar o departamento fiscal a Dootax criou um eBook, que traz em detalhes o assunto que acabamos de descrever.   No eBook é possível conferir: Transformação Digital: as novas tendências do mundo empresarial; O que é RPA; Utilização do RPA; Níveis de automação das...
Prorrogada a desativação da NFe 3.10

Prorrogada a desativação da NFe 3.10

Foi divulgado ontem 18.junho.2018 a versão 1.60 da NT 2016.002. Dentre as diversas alterações de validações foi divulgado também a prorrogação da desativação da NFe 3.10. De acordo com o novo prazo, a desativação da NFe 3.10 ficou para 02.Agosto.2018, dando um prazo de mais 30 dias para o contribuinte conseguir se adaptar. Alterações introduzidas na versão 1.60 Altera a data de desativação da versão 3.10 para 02-ago-2018. Altera os prazos da versão 2.0 do QR-Code da NFC-e para sincronizar com os prazos das alterações trazidas por essa versão da NT. Alterado a coluna tamanho do campo I05f “Código de Benefício Fiscal na UF aplicado ao item” (id:I05f). Criado novo grupo opcional dentro do CST 60 e CST 500 com campos relativos a dados para cálculo da restituição ou complemento da ST. Incluída na coluna de observação do campo Número de parcela (tag:nDup, id:Y08), orientação quanto ao correto preenchimento do campo. Incluída na coluna de observação do campo Data de vencimento (tag:dVenc, id:Y09), orientação quanto ao correto preenchimento do campo. Alterada Descrição do campo e tPag (YA02). Alterado coluna observações do Grupo ZX, descrevendo as alterações por versão. Alternadas as RV N17b-10 com N10b- 20, N23b-10 com N23b- 20 e N27b-10 com N27b- 20 com o objetivo de melhorar a sequência de aplicação das regras durante a validação do documento. Alteradas as regras de validação N23b-20 e N27b-20 para não validar o percentual de FCPST quando UF do destinatário ou UF do local de entrega forem informadas com “EX”. Alteração das validações do Grupo ZX- Informações Suplementares da Nota Fiscal. Incluída nova exceção à regra de validação X02-20, regra passa...
Novas datas de NFCe para Espírito Santo e Minas Gerais

Novas datas de NFCe para Espírito Santo e Minas Gerais

No mês de junho tivemos 2 novidades sobre a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFCe), nessa matéria vamos detalhar os pontos em destaque: Espírito Santo antecipa obrigatoriedade para Postos de Combustíveis No dia 4 de junho de 2018, a SEFAZ-ES publicou um decreto que estabelece novo prazo para a obrigatoriedade da NFCe para postos de combustíveis. Conforme decreto, a partir do dia 30 de junho de 2018, postos não poderão mais utilizar seus equipamentos ECF, tornando obrigatório o uso de NFCe para suas operações. Para os outros estabelecimentos varejistas o cronograma segue conforme especificado anteriormente, poderão continuar usando o equipamento ECF até 31 de dezembro de 2018 ou até que se esgote a memória do equipamento. Minas Gerais prevê implantação de NFCe em 2019 Apesar de Minas Gerais ter sinalizado há muito tempo que adotará o padrão de NFCe para acobertar as vendas no varejo, no dia 08 de junho de 2018 a SEF/MG divulgou uma nota alertando sobre o adiamento da data. Segundo a Secretaria da Fazenda, eles estão finalizando a contratação necessária para adequação da área de TI para viabilizar a implantação e suporte ao volume de NFCe. Ainda no segundo semestre de 2018, será possível dar início à homologação da funcionalidade e começar os testes com algumas empresas como projeto piloto. A legislação com o cronograma da obrigatoriedade oficial também será publicada no próximo semestre, com previsão para início em 2019. Sua empresa já está preparada para a NFCe? A Flux-IT presta consultoria, implementação e suporte ao emissor de NFCe da Dootax. Já são diversos projetos bem sucedidos que traz enormes benefícios ao contribuinte. É possível...
Conhece todos os serviços prestados pela Flux-IT?

Conhece todos os serviços prestados pela Flux-IT?

Muitas pessoas associam os serviços prestados pela Flux-IT com os softwares da Dootax, mas nossa história não se resume a apenas implementação de software, somos uma consultoria especializada no sistema tributário brasileiro. Descubra nesse artigo todos os serviços prestados pela Flux-IT e como podemos ajudar sua empresa a atingir uma tranquilidade no departamento fiscal. Lista de serviços prestados Podemos simplesmente colocar um link para nossa página de serviços: Flux-IT – Serviços. Mas o objetivo principal desse artigo é poder detalhar ainda mais todas nossas atividades e atuação em cada um dos pontos destacados. Nós prestamos serviços de implementação, consultoria e suporte nos principais softwares fiscais brasileiro, vamos destacar abaixo alguns deles: Possui diversas funcionalidades e módulos, sempre visando simplificar o dia a dia do departamento fiscal das empresas, seu ano de fundação foi em 2013 onde oficialmente começou a ser comercializado como um produto de automação fiscal. Para os softwares da Dootax, a Flux-IT presta todo serviço de implementação e consultoria desenhando as melhores soluções para sua empresa. Automação de GNRE A versão 1 do software visava inicialmente somente a automação para emissão e pagamento do ICMS-ST através da GNRE, em 2015 com a EC-87/2015, foi preciso fazer certas adaptações no software para contemplar também a automação da partilha de ICMS, conhecida também como DIFAL, ou lei do e-commerce. Nesse momento a solução começou também a automatizar outras guias como a FECP, por exemplo. Em sua esteira evolutiva, a Dootax, lançou em 2017 a versão 2 da solução para automatizar a emissão e pagamento dos tributos em todas as esferas (Federal, Estadual e Municipal), conseguindo agora automatizar DARF, GPS,...