O controle financeiro é essencial para o crescimento de qualquer tipo de e-commerce. São diferentes tarefas e a organização delas podem ajudar.

Sabemos que, principalmente, em pequenos e-commerces a equipe financeira é enxuta ou até mesmo focada em uma única pessoa. E por isso trouxemos algumas dicas para esse controle ser mais eficiente.

Ter controle de saída e entrada, tributos pagos, salários, budget das equipes, despesas fixas e despesas que vão aparecendo de acordo com o andamento da empresa. Imagine tudo isso sem um controle? Vamos te ajudar a prosperar o seu negócio!

Continue lendo!

O que é controle financeiro?

Vamos lá! Para muitas pessoas ter um negócio é a realização de um sonho, mas para isso acontecer e não passar tantos apuros, é necessário planejar.

Para iniciar qualquer projeto, é preciso investir sem esperar retorno imediato, e por isso, o controle financeiro é tão importante. Ele consiste em mapear todos os gastos, ajustar os custos, economizar, ter um capital de giro e também investir no seu negócio.

Mas, você entende qual é a importância dele para as empresas?

Qual a importância do controle financeiro?

Em resumo, ter esse controle é uma forma básica para você entender quais são os gastos fixos, quanto pode investir para melhorar o seu negócio, e qual é o seu lucro.

Assim, você terá mais controle do dinheiro que entra e sai, evitando possíveis dívidas, juros e falta de planejamento para o crescimento da empresa.

Quando estabelecer uma rotina no financeiro da sua empresa, a forma de investir para as melhorias da empresa, como: qualidade do produto/ serviço, campanhas de marketing será diferente e você terá uma visão melhor e mais organizada.

Pegue papel e caneta para anotar as dicas que temos para você. Prepare-se!

Dicas para ter controle financeiro do seu e-commerce

Nesse momento, essa tarefa pode parecer complexa e provavelmente você deve estar pensando que irá falhar, mas tenho uma coisa para te contar: O controle financeiro é um hábito imprescindível para quem é empreendedor ou quer começar a empreender.

Selecionamos dicas fundamentais para o seu dia a dia.

  • Entenda a atual situação da empresa

Conheça claramente a condição da empresa no atual momento e leve em consideração tudo o que pode impactar o planejamento financeiro, como:

  1. O tempo que a empresa está no mercado;
  2. Os pontos fracos e fortes;
  3. Seus diferenciais em relação à concorrência;
  4. Impacto do cenário econômico do país;
  5. O público-alvo e o comportamento deles.

São pontos que podem influenciar na tomada de decisão. Nessa primeira etapa é importante fazer um balanço patrimonial, que nada mais é que uma demonstração contábil que apresenta a situação financeira atual da empresa.

  • FAÇA PLANILHAS – planejamento financeiro

Depois de conhecer bem a situação atual, chegou o momento de estimar a receita que você imagina ganhar nos próximos meses!

Na planilha do planejamento financeiro é preciso fazer uma estimativa dos gastos recorrentes (fixos), como pagamento de salários e aluguel, e dos variáveis e extraordinários, como custos de produção e investimentos em modernização e até mesmo as manutenções.

Agora sim, você já pode começar a pensar no controle financeiro empresarial, analisando os gastos que são realmente necessários e aqueles que podem ser cortados ou reavaliados.

É legal reavaliar as cotações de materiais básicos para o dia a dia da empresa e os fornecedores.

  • Pense em cenários diferentes

É importante considerar deferentes cenários quando estimar a receita da empresa para os futuros meses.

Você pode utilizar três perspectivas diferentes: otimista, realista e pessimista.

Montando esse desenho de cenários, é possível adequar os gastos da empresa de acordo com a cada uma das realidades previstas.

  • Desenhe o plano de ação da empresa

Após detalhar tudo, é necessário traçar um plano de ação para tomar as decisões!

Neste momento, defina os objetivos, pense em quais ações serão necessárias para atingir as metas e estabeleça um cronograma.

Uma ferramenta que pode te ajudar é o Mindmeister, clique aqui para acessar.

É válido atribuir as funções a quem irá executá-las, caso tenha mais funcionários na empresa. E não se esqueça de mensurar os resultados, assim você pode ajustar o seu plano se necessário.

Esperamos que esse conteúdo te ajude a alavancar o seu negócio. Caso tenha interesse de compartilhar outra dica, envie no e-mail [email protected] , vamos adorar!

Boa sorte!

Tudo pensado pra resolver o seu problema da forma mais próxima.

Assine nossa newsletter para
receber conteúdo exclusivo sobre
soluções fiscais e contábeis.