Arquivos NFCe - Flux-IT
02.Ago.2018 – Desativação da NFe 3.10

02.Ago.2018 – Desativação da NFe 3.10

Como já foi informado em um post anterior, no dia 02 de Agosto de 2018 será desativado a versão NFe 3.10. Essa informação foi publicada na Nota Técnica 2016.002 v1.60 divulgada em Junho de 2018. Nós da Flux listamos as alterações introduzidas na versão 1.60, caso você use o DOODoc Emissor de NFe ou Emissor NFCe, não se preocupe o sistema já está compatível com as novas alterações descritas. Se você usa algum outro emissor fique atento para a data limite divulgada, pois a partir dela todas as NFEs com layout 3.10 serão automaticamente rejeitadas. Outros softwares da Dootax como o Pagamento de Tributos e Emissor de GNRE, também já estão compatíveis com o novo layout e diversos clientes já fizeram sua atualização para o layout 4.0 da NFe, sem afetar sua operação. Caso tenha qualquer dúvida sobre a atualização do layout, emissão de NFe ou até mesmo automação para emissão e pagamentos de tributos como DARF, GNRE, FECP e etc. Basta entrar em contato conosco ou deixar seu comentário. Estamos aqui para ajudar e facilitar o dia a dia da sua empresa, sempre! Flux-ITSomos provedores da maneira mais fácil, rápida, confortável e assertiva para o atendimento compliance das obrigações fiscais e...
Prorrogada a desativação da NFe 3.10

Prorrogada a desativação da NFe 3.10

Foi divulgado ontem 18.junho.2018 a versão 1.60 da NT 2016.002. Dentre as diversas alterações de validações foi divulgado também a prorrogação da desativação da NFe 3.10. De acordo com o novo prazo, a desativação da NFe 3.10 ficou para 02.Agosto.2018, dando um prazo de mais 30 dias para o contribuinte conseguir se adaptar. Alterações introduzidas na versão 1.60 Altera a data de desativação da versão 3.10 para 02-ago-2018. Altera os prazos da versão 2.0 do QR-Code da NFC-e para sincronizar com os prazos das alterações trazidas por essa versão da NT. Alterado a coluna tamanho do campo I05f “Código de Benefício Fiscal na UF aplicado ao item” (id:I05f). Criado novo grupo opcional dentro do CST 60 e CST 500 com campos relativos a dados para cálculo da restituição ou complemento da ST. Incluída na coluna de observação do campo Número de parcela (tag:nDup, id:Y08), orientação quanto ao correto preenchimento do campo. Incluída na coluna de observação do campo Data de vencimento (tag:dVenc, id:Y09), orientação quanto ao correto preenchimento do campo. Alterada Descrição do campo e tPag (YA02). Alterado coluna observações do Grupo ZX, descrevendo as alterações por versão. Alternadas as RV N17b-10 com N10b- 20, N23b-10 com N23b- 20 e N27b-10 com N27b- 20 com o objetivo de melhorar a sequência de aplicação das regras durante a validação do documento. Alteradas as regras de validação N23b-20 e N27b-20 para não validar o percentual de FCPST quando UF do destinatário ou UF do local de entrega forem informadas com “EX”. Alteração das validações do Grupo ZX- Informações Suplementares da Nota Fiscal. Incluída nova exceção à regra de validação X02-20, regra passa...
Novas datas de NFCe para Espírito Santo e Minas Gerais

Novas datas de NFCe para Espírito Santo e Minas Gerais

No mês de junho tivemos 2 novidades sobre a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFCe), nessa matéria vamos detalhar os pontos em destaque: Espírito Santo antecipa obrigatoriedade para Postos de Combustíveis No dia 4 de junho de 2018, a SEFAZ-ES publicou um decreto que estabelece novo prazo para a obrigatoriedade da NFCe para postos de combustíveis. Conforme decreto, a partir do dia 30 de junho de 2018, postos não poderão mais utilizar seus equipamentos ECF, tornando obrigatório o uso de NFCe para suas operações. Para os outros estabelecimentos varejistas o cronograma segue conforme especificado anteriormente, poderão continuar usando o equipamento ECF até 31 de dezembro de 2018 ou até que se esgote a memória do equipamento. Minas Gerais prevê implantação de NFCe em 2019 Apesar de Minas Gerais ter sinalizado há muito tempo que adotará o padrão de NFCe para acobertar as vendas no varejo, no dia 08 de junho de 2018 a SEF/MG divulgou uma nota alertando sobre o adiamento da data. Segundo a Secretaria da Fazenda, eles estão finalizando a contratação necessária para adequação da área de TI para viabilizar a implantação e suporte ao volume de NFCe. Ainda no segundo semestre de 2018, será possível dar início à homologação da funcionalidade e começar os testes com algumas empresas como projeto piloto. A legislação com o cronograma da obrigatoriedade oficial também será publicada no próximo semestre, com previsão para início em 2019. Sua empresa já está preparada para a NFCe? A Flux-IT presta consultoria, implementação e suporte ao emissor de NFCe da Dootax. Já são diversos projetos bem sucedidos que traz enormes benefícios ao contribuinte. É possível...

Nota Fiscal do Consumidor – fique por dentro

A Dootax vem acompanhando as tendências e novidades do setor fiscal e tributário brasileiro. Em uma série de reportagem, vem divulgando e esclarecendo dúvidas sobre a NFCe. A NFCe, visa substituir toda a burocracia que envolve a emissão de cupons fiscais, pela empresa, em um modelo de autorização online, idêntico ao da Nota Fiscal Eletrônica, o empresário se beneficiará com uma interface simples, menor custo na administração e abertura das lojas e diversas outras vantagens! Acompanhe as novidades no Grupo do Linkedin (https://www.linkedin.com/groups?home=&gid=6695342) e também no próprio blog da Dootax (https://www.dootax.com.br/blog/) Novidades...

SAT ou NFCe? Entenda o futuro do cupom fiscal no estado de São Paulo

Desde 2010 as unidades da federação trabalham em uma alternativa ao atual modelo de emissão de cupom fiscal (ECF). O objetivo era que o atual modelo de emissão em papel migrasse para o meio eletrônico, a exemplo do que aconteceu com a Nota Fiscal. O estado de São Paulo saiu na frente das outras UFs e já em dezembro de 2010, instituiu através do Decreto 56.587 o Cupom Fiscal Eletrônico (CFe – modelo 59), que mais tarde viria a ser chamado de Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos (SAT-CFe). Na prática o SAT é um módulo composto de hardware e software embarcado, responsável pela autorização do Cupom Fiscal Eletrônico, e pela posterior transmissão dos cupons via internet para o ambiente da SEFAZ. O problema é que o modelo SAT-CFe precisa de um hardware homologado para operar, e até a presente data nenhum fabricante conseguiu tal homologação junto à SEFAZ, o que acaba inviabilizando a operacionalização do sistema. Cientes do problema, em setembro de 2011 os estados do Acre, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul deram início ao projeto da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFCe – modelo 65), que tem basicamente os mesmos objetivos do SAT, mas que não necessita de hardware homologado para operar. Conceitualmente, o projeto da NFCe baseia-se muito na experiência que as UFs obtiveram com a Nota Fiscal Eletrônica. Diante dos problemas na operacionalização do SAT, e do avanço das demais UFs com o projeto NFCe (que inclusive já encontra-se em produção nos estados do Amazonas e do Mato Grosso), São Paulo viu-se obrigado a...